<$BlogRSDURL$>

INACREDITABILIDADES

28.7.05

Mas ...qu'é isto?! 

O país está lindo! Desde que o gajo de bigode parecido com o Freddy Mercury se lembrou de se rodear de marujos e o madaram para o Algarve, que a nossa terra anda aos bonés. Deixámos de contar connosco e fomos sacar para outras paragens. 1º o norte de África, mais as ilhas Atlânticas (mas aqui a vida não foi fácil, tivemos de fazer pela vida, trabalhar no duro...) Depois, enquanto não chegámos à Índia e ao Oriente a vida foi mais ou menos dura e era preciso trabalhar para "manducar". Em seguida o Oriente e os tão propalados negócios da china. Que realmente o eram! Muito, enorrrrrrrrme lucro, para muito pouco trabalho. Habituámo-nos ao dolce fare niente! Alguém trabalhava por nós. Comércio, comércio era o que fazíamos. Criação de riqueza, tá quieto ó preto, o trabalho é bom para o preto e outras pérolas da nossa sabedoria popular. A corda do "império" estava tão esticada que rebentou: Alcácer Quibir!! Seguiram-se 60 anos aos bonés outra vez, a contarmos só connosco, mas a perguiça estava tão instalada que a única tentativa de remar contra a maré foi o Tratado de Methueen, ruinoso para Portugal, mas um encanto para uma certa visão do nosso país: vinho, pisar as uvas, produzir alegremente,( que bem que a propaganda salazarista nos meteu na cabeça que produzir vinho era dar de comer a 1 milhão de portugueses!). E óptimo para os "beef's": um país bonito, clima espectacular e uns indígenas atentos, veneradores e obrigados! O highlife instalou-se no Porto. Mas nada de misturas. Resulatado : vinho, mais vinho cada vez mais vinho , desenvolvimento da indústria textil inglesa, definhamento da nossa indústria textil.
Depois , galo dos galos!!! aparece ouro no Brasil! Fixe! Já não é preciso trabalhar outra vez: 2ª edição da árvore das patacas, o trabalho é bom para o preto de novo e os tugas de novo à sombra da bananeira.
Entretanto no reino, manda a inquisição e o clero. Nada de abrir horizontes , nada de educar o povo. As elites, sim. Mesmo o Sebastião José apesar de ser bruto como as casas e ter alargado um pouco as vistas, tratou de manter o povo na ignorância. Resultado: assim que o D. José morreu, voltou o obscurantismo total com a D. Maria I.
Mas eis que um raio de luz surge em França : liberté, egalité, fraternité. E o pequeno corso quis meter-nos na nova ordem. Mas era lá possível os beef's perderem a sua quinta privativa!? E eis que de novo somos ocupados espesinhados pelos nossos "mais antigos aliados"!! Até ao regresso do mongolóide do Brasil, fomos uma colónia deles....
(agora vou-me em boa hora. Já vos chateei de mais. Falta o resto da saga até Agosto de 2005.
Sou eu e o Luís:
cantando espalharei por toda a parte=internet,
Se para tal me ajudar o engenho e a arte, ou seja se me lembrar das "coisas" e se a escrita no Blogg não me traír!!!!!!!!!!!!!!!!
Comments:
Falo a sério: gostei mesmo desta "lição" de história! Força para continuar! Um abraço!
 
Por Favor,...

... VOLTA!!!

Estás perdoado!!!

llloooolllll

Beijitos cheios de saudades, J. (The Crazy-One)

Por onde anda o Sancho Pança? Deférias? AINDA???

llloooolllll
 
Enviar um comentário

This page is powered by Blogger. Isn't yours?