<$BlogRSDURL$>

INACREDITABILIDADES

26.10.05

Se as notícias forem verdadeiras.... 

A situação que veio a público na CP e naquela invenção "brilhante" que "eles" apelidam de engenharia financeira, na REFER (ou seja, as linhas de caminho de ferro eram e toda a vida foram das companhias de caminhos de ferro; mas como a exploração é deficitária, cria-se uma nova empresa, a REFER, com o nosso dinheiro, que compra à CP as linhas de caminho de ferro, fazendo consequentemente entrar nos cofres da dita CP dinheiro nosso fresco; depois a CP fica sem linhas!!!Dramático!! E então como é que os comboios andam??? Precisam de linhas, não é? Eh! Pá! espera: Há uma empresa que é dona de linhas de caminho de ferro mas não tem comboios... Fixe ou melhor.... COOL!!!! a gente, nós, a CP, aluga-lhes o direito a utilizar as ditas linhas, paga-lhes X por mês, everybody fica happy! Ya.
À partida não parece ter nada de bichoso neste esquema. Tudo claro...ou legal como dizem os brazucas, e nós também.)
Mas dizia eu, a dita situação que levou a por no olho da rua uma data de administradores, parece ser d'homem!
O pior é se lhes rosnam forte e feio, estlo seus crápulas andam a roubar o dinheiro do povo e depois dse vai dizem baixinho, tenham paciência, tomem lá estes euritos e calem-se ... Sim porque eu não acredito que estes passarões não se tenham precavido para alguma situação destas.... estilo uma fotografia de uma memebro do governo quer deste partido quer do outro a saír de qulaquer sítio menos recomendável, com uma menina boa de más famílias...
A SEGUIR COM TODA A ATENÇÂO OS DESENVOLVIMENTOS SEGUINTES
Agora já chega.....
Bye.....

20.10.05

It's an injustice, it is... 

Porque será que ninguém gosta de nós?
Porque será que nos querem prejudicar com um grande F???
Será porque somos os mais lindos? Talvez...
Será porque somos os mais inteligentes? Talvez...
Será porque somos os mais gostosos? Talvez...
São mas é todos uns in"b"ejosos!!!
Há incêndios? A culpa é dos professores! Mai' nada!
Há seca?Idem , idem
Há gripe das aves? Aspas, aspas.
Aquela que vós sabeis, tem insónias? A culpa é dos professores. Mai'nada!!!
Aquela que vós sabeis tem dores nos calos??? A culpa é dos professores! TUFA!!!!!
AQuela que vós sabeis, tem os joanetes assanhados? Pimba. A culpa é dos professores.
Aquela que vós sabeis, 'tá com obstipação crónica? Tulha. A culpa é do maralhal!!!
Aquela que vós sabeis, 'tá uma ligeira soltura?? Catrapás....
ARRRRRGHGHGHGHGRRRRRRHGHGHGHGHGH!!! (esta" onomato'peida'" é especial para o Rui).
ENCORE!!!!!
ARRRARFGHERRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

30.9.05

Então, não querem lá ver! 

Diz o governo que se os funcionários judiciais fizerem greve, o normal funcionamento dos tribunais fica comprometido.
Só para rir... fica prejudicado porquê ? Atrasa? Ah! Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!

13.9.05

Para uma nova história pessimista de Portugal 

Com mais ou menos três décadas de atraso em relação à congénere francesa, a nossa burguesia quis acabar com o antigo regime. Aproveitaram o D. João VI e a Carlota "jaquiná" estarem cá e terem vindo a toque de caixa quando o Sinédrio lhes disse para virem imediatamente para o reino, para lhe espetarem com a Constituição nas ventas, coisa que o tipo se apressou a jurar. Só que a percentagem de gente letrada, quero eu dizer, de gente que sabia ler escrever e contar no nosso reino era muito pouca (se bem me lembro das aulas do Prof. Tengarrinha, cerca de 12 a 15 %) e a padralhada ( que palavra tão deliciosamente jacobina e republicana...) tratou de, nos púlpitos, "envenenar" o povinho contar essas modernices de constituições, etc. Aliás o Sttau retrata magistralmente esse espírito misto de Lafayette e Franklin que o Freire de Andrade tão bem encarnava. Mas não se pense que era pelos pés-descalços, pelos nossos miseráveis: aristocrata até ao tutano, funcionou mais como um iluminado, condutor das massas contra os ingleses (neste caso), porque de facto a sua família e ele ,estavam a ser prejudicados, pela ganância de poder do Beresford.O medo da perca de privilégios é tão grande… na nossa terra não há idealistas.
Incluindo eu.
Já agora... isto também soará a heresia: quando se optou pelo nome do Sttau para nosso patrono, a faceta copofónica e gastronómica dele, além da (last ..not the least!) veia humorística tiveram um grande peso. Mas isto é segredo!
Sócrates aposta na tranquilidade! Este é um título de um jornal.
Como é que o sr. Sousa tem topete para estar tranquilo?
E apostar?!
Tss, Tss...Agora temos um primeiro que é jogador?!
"Atão" isto agora governa-se por palpites?
É a "olhómetro"?
Ó filósofo: olha a cicuta, meu filho.....piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.

12.9.05

Diário de Notícias 12-9-2005 

escola tem de ser um paradigma de exigência. Para os alunos, mas também para todos os agentes do sistema. Essa é a normalidade que tem faltado.
E vocês acham que "eles" deixam?

Diário de Notícias 12-9-2005 

escola tem de ser um paradigma de exigência. Para os alunos, mas também para todos os agentes do sistema. Essa é a normalidade que tem faltado.
E vocês acham que "eles" deixam?

28.7.05

Mas ...qu'é isto?! 

O país está lindo! Desde que o gajo de bigode parecido com o Freddy Mercury se lembrou de se rodear de marujos e o madaram para o Algarve, que a nossa terra anda aos bonés. Deixámos de contar connosco e fomos sacar para outras paragens. 1º o norte de África, mais as ilhas Atlânticas (mas aqui a vida não foi fácil, tivemos de fazer pela vida, trabalhar no duro...) Depois, enquanto não chegámos à Índia e ao Oriente a vida foi mais ou menos dura e era preciso trabalhar para "manducar". Em seguida o Oriente e os tão propalados negócios da china. Que realmente o eram! Muito, enorrrrrrrrme lucro, para muito pouco trabalho. Habituámo-nos ao dolce fare niente! Alguém trabalhava por nós. Comércio, comércio era o que fazíamos. Criação de riqueza, tá quieto ó preto, o trabalho é bom para o preto e outras pérolas da nossa sabedoria popular. A corda do "império" estava tão esticada que rebentou: Alcácer Quibir!! Seguiram-se 60 anos aos bonés outra vez, a contarmos só connosco, mas a perguiça estava tão instalada que a única tentativa de remar contra a maré foi o Tratado de Methueen, ruinoso para Portugal, mas um encanto para uma certa visão do nosso país: vinho, pisar as uvas, produzir alegremente,( que bem que a propaganda salazarista nos meteu na cabeça que produzir vinho era dar de comer a 1 milhão de portugueses!). E óptimo para os "beef's": um país bonito, clima espectacular e uns indígenas atentos, veneradores e obrigados! O highlife instalou-se no Porto. Mas nada de misturas. Resulatado : vinho, mais vinho cada vez mais vinho , desenvolvimento da indústria textil inglesa, definhamento da nossa indústria textil.
Depois , galo dos galos!!! aparece ouro no Brasil! Fixe! Já não é preciso trabalhar outra vez: 2ª edição da árvore das patacas, o trabalho é bom para o preto de novo e os tugas de novo à sombra da bananeira.
Entretanto no reino, manda a inquisição e o clero. Nada de abrir horizontes , nada de educar o povo. As elites, sim. Mesmo o Sebastião José apesar de ser bruto como as casas e ter alargado um pouco as vistas, tratou de manter o povo na ignorância. Resultado: assim que o D. José morreu, voltou o obscurantismo total com a D. Maria I.
Mas eis que um raio de luz surge em França : liberté, egalité, fraternité. E o pequeno corso quis meter-nos na nova ordem. Mas era lá possível os beef's perderem a sua quinta privativa!? E eis que de novo somos ocupados espesinhados pelos nossos "mais antigos aliados"!! Até ao regresso do mongolóide do Brasil, fomos uma colónia deles....
(agora vou-me em boa hora. Já vos chateei de mais. Falta o resto da saga até Agosto de 2005.
Sou eu e o Luís:
cantando espalharei por toda a parte=internet,
Se para tal me ajudar o engenho e a arte, ou seja se me lembrar das "coisas" e se a escrita no Blogg não me traír!!!!!!!!!!!!!!!!

22.7.05

No antigamente da vida.... 

A minha catequista, a Dona Maria José, vivia num solar perto da Rua do Patrocínio e ensinava-nos coisa muito úteis e edificantes, tão úteis e edificantes que permaneceram no meu disco rígido até hoje. Apesar dos sucessivos reboot's que fui sofrendo ao longo da vida e apesar das quebras de energia que tive.
Uma das coisas muito úteis era que não devia passar em frente à igreja dos protestantes porque ao passar em frente da porta, o demónio que vivia lá dentro podia-me apanhar e eu estaria perdido. O mesmo em relação ao cemitério dos hereges dos ingleses e alemães. Essa sempre me fez espécie porque ela vivia em frente ao cemitério dos alemães etambém grande parte da população da Estrela e campo de Ourique era obrigada a passar em frente ao cemitério dos ingleses. Mas adiante: quanto á igreja dos protestantes, escusado será dizer que quando acabámos a lição eu e dois colegas meus, Fonseca e o Simões, fomos direitinhos à rua da igreja dos protestantes , passar à frente e espreitar lá para dentro...Eu ainda cá estou, os outros dois presumo que também e quanto a possessões demoníacas... bem vocês dirão.
Outra das coisas que ela dizia é que nós éramos soldados de Cristo e que devíamos combater os comunistas e os mouros, o que quer que isso fosse. Bem Mouros eu achava que o D. Afonso Henriques já se tinha encarregue deles e comunistas, não sabia o que era nem onde estavam.
Penso que a Dona Maria José devia ser agente da CIA e ser posta atrás do BinLaden, com aqueles sapatos de freira e a gritar "POR SANTIAGO E AOS MOUROS!!!"
Se ela fosse viva mandava incendiar as mesquitas, bombardear Meca e Medina e forçá-los a todos à conversão.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?